Nike Flyknit Lunar 3 – Avaliação

  • nike-flyknit-lunar-3
  • nike-flyknit-lunar-3
  • nike-flyknit-lunar-3
  • nike-flyknit-lunar-3
  • nike-flyknit-lunar-3
  • nike-flyknit-lunar-3
  • nike-flyknit-lunar-3

Nota da Equipe Viver Correndo

Esta avaliação é uma tradução e a sua versão original pode ser encontrada no site Running Shoes Guru.

PRÓS

  • Muito leve, tanto que você até esquece que está usando um tênis.
  • Você já se sente mais rápido só de calçá-lo.
  • Bom amortecimento, proporciona bastante conforto nas corridas mais longas.
  • Flexível e responsivo qualquer que seja a distância percorrida.

CONTRAS

  • Para quem precisa, ele não oferece muito suporte aos pés.
  • O design mais estreito indica que esse tênis é destinado apenas a superfícies planas.
  • Como foi desenhado especialmente para corridas, ele não tem a mesma vida útil que a maioria dos tênis de treino, que são mais resistentes.

VEREDITO

O Nike Flyknit Lunar 3 é um tênis de corrida plano e bem leve, que também se destina a corridas diárias. Rápido, ágil e com bom amortecimento, é ótimo para os velocistas.

Como o próprio nome do tênis indica, o Nike Flyknit Lunar 3 (no exterior esse tênis se chama LunaRacer e "racer", em inglês, significa "corredor") foi originalmente projetado para os corredores profissionais — e você o verá nos pés de muitos maratonistas de elite.

No entanto, devido à combinação de sua flexibilidade, amortecimento e incrível leveza, esse tênis pode tanto ser usado para a prática diária de corrida como por corredores profissionais.

Na verdade, esse tênis sozinho traz uma combinação das características mais populares da Nike: o sistema de amortecimento Lunarlon e a tecnologia Flywire. Ambos fazem uma combinação perfeita.

Informações Gerais Sobre o Nike Flyknit Lunar 3

O Nike Flyknit Lunar foi apresentado pela primeira vez no final dos anos 2000 (nos EUA) como um tênis plano bastante competitivo para maratonas, com amortecimento ideal para longas distâncias, mas sem oferecer muito peso ao corredor.

Desde então, a Nike redesenhou esse tênis duas vezes, trazendo o Lunar 2, que foi muito impopular, e o modelo atual.

O atual modelo combina a tecnologia Flywire da Nike com o solado Lunarlon, eliminando todos os excessos presentes nos outros tênis que você conhece, com a finalidade de manter o calçado o mais leve possível.

Esse modelo pesa cerca de 180g e é conhecido por suas cores chamativas, incluindo as diferentes combinações que a Nike lançou desde que o Lunar 3 foi apresentado.

Quando tirei o par da caixa e experimentei pela primeira vez, o que me surpreendeu foi a sensação: o tênis é ao mesmo tempo elástico e flexível.

Outra coisa que chama bastante atenção é o esquema que a Nike escolheu. Entre elas, temos a combinação de amarelo fluorescente com verde limão, azul metálico com amarelo fluorescente, vermelho vivo com branco ou a versão "cheguei" laranja neon. Mas essas não são as únicas cores, não!

Informações sobre a Sola do Nike Flyknit Lunar 3

A sola desse tênis de corrida é composta pela espuma que já se tornou marca registrada da Nike, a Lunarlon — que oferece um elevado nível de amortecimento com pouquíssimo peso.

Nos últimos anos, a Nike tem usado a espuma Lunarlon em muitos tênis de treino com conforto e amortecimento semelhantes. O uso dessa tecnologia permite a criação de tênis com ótimo amortecimento. É como se você estivesse pisando em uma nuvem, algo completamente inesperado.

No entanto, tirando o amortecimento, os tênis de corrida não têm mais nada em comum com os de treino. O restante da composição da sola é voltado para o ganho de velocidade, quase que só isso e mais nada.

A maior parte do fundo da sola é composta pelo Lunarlon, com aplicações estratégicas de borracha na ponta do pé, para apoiar seu dedo durante a marcha.

A falta de borracha é sinônimo de uma menor tração em superfícies não pavimentadas, embora esse tênis pareça funcionar bem em trilhas com pedregulhos e cascalhos.

Essa falta de tração pode ser problema para alguns corredores, ainda mais em diferentes áreas. Na minha experiência, esses tênis não são servem muito para superfícies lisas. Eu já usei esses tênis na chuva, e eles aguentaram bem.

Informações sobre a Parte de Cima do Nike Flyknit Lunar 3

O material desse tênis é bastante respirável, não tem costuras e apresenta a tecnologia Flywire, proporcionando um ajuste confortável. Trata-se de um tênis que se adapta ao seu pé.

A respirabilidade da malha ajuda a manter seus pés frescos durante a corrida, o que é muito bom nos dias quentes. Porém, no inverno, isso pode deixar seu tênis um pouco frio. Nesse caso, calce um bom par de meias para se aquecer.

Como parte de respirabilidade desse tênis, a língua do modelo é composta por uma camada dupla de malha que ajuda a remover o suor do pé e permite a entrada de ar para mantê-lo refrescado.

Quanto ao ajuste, esse tênis é composto por camadas sem costuras de malha e ainda conta com o sistema Flywire, oferecendo suporte aos pés, sem causar nenhum desconforto.

Os filamentos do Flywire firmam os pés e se adaptam continuamente a eles durante a sua passada, tudo com base no impacto dos seus passos.

Com esse sistema, você pode deixar seu tênis tão justo ou folgado quanto desejar, embora, por ser um tênis plano de corrida, o ideal é que ele fique mais apertado.

Esse modelo é mais estreito no calcanhar e no arco do pé, afrouxando um pouco na ponta. Contudo, o bico desse tênis não é muito grande. Se tiver os pés largos, talvez esse não seja o melhor modelo para você.

O último aspecto a considerar nessa parte do tênis são seus componentes de segurança. A Nike anuncia que esse modelo apresenta detalhes refletores com a finalidade de preservar a segurança do corredor. No entanto, a única coisa que encontrei nesse tênis foi uma tira desse material no calcanhar.

Sim, existe, e se um carro estiver atrás de você, a faixa refletirá os faróis. No entanto, não consegui encontrar nenhum outro material refletor na frente ou nas laterais do tênis.

Conclusões sobre o Nike Flyknit Lunar 3

O Nike Flyknit Lunar 3 foi o tênis que mais usei no ano passado ao treinar para a maratona e a meia maratona. Ele é leve e rápido, além de ter todo o amortecimento necessário para longas distâncias.

A passada é suave e responsiva, sem perder velocidade. Embora seja leve, consegui percorrer vários quilômetros — cheguei a quase 29 km — com eles, sem nenhuma sensação de fadiga nos pés.

Inclusive, eu usei esse tênis em corridas de meia maratonas e me senti muito bem. Além disso, também conversei com outros corredores que usaram esse tênis tanto para treino como em corridas com mais de 30 km. Ninguém teve nenhum problema.

A maior desvantagem desse tênis é que ele não tem a mesma durabilidade que os demais. Esse é o terceiro par que eu uso. Percorri ao todo 400-480 km com cada par (em comparação com 650-800 km percorridos com os tênis de treino anteriores).

Outros dois pontos negativos para se ter em mente são a falta de tração nas condições climáticas adversas e a respirabilidade extrema do tênis, que pode ser uma desvantagem durante os meses de inverno e em lugares de clima frio.

Tendo dito tudo isso, eu recomendaria esse Nike a qualquer corredor experiente que estivesse interessado em um tênis de corrida rápido e com bom amortecimento. Mas também não posso me esquecer de dizer: esses tênis ficam lindos nos pés.

About the author

Equipe Viver Correndo Equipe Viver Correndo

Viver Correndo é o portal do corredor de rua. Nele você vai encontrar tudo relacionado a esse esporte apaixonante!