As Lesões mais Comuns dos Corredores

lesoes

Atletas das mais diversas modalidades esportivas sofrem lesões por dois motivos principais: má execução no movimento ou desgaste excessivo de determinada parte do corpo por imposição de uma carga excessiva. Outro problema que pode provocar lesão é o fato do indivíduo ter uma contusão preexistente e não se dar conta disso. Assim, inicia uma atividade física intensa antes de fazer os exames necessários e acaba agravando o problema, principalmente se o exercício iniciado for a corrida.

Conheça 3 das lesões mais comuns nos corredores

1 – Tendinite do tibial posterior

O músculo tibial anterior tem origem na tíbia e na fíbula – ossos que formam a região da perna conhecida popularmente como canela. A principal ação desse músculo é a realização da inversão do pé, de maneira a auxiliar a flexão plantar. Ele é muito importante para a formação da curva que temos na região medial do pé.

Normalmente, a principal causa da lesão desse tendão é o uso excessivo do músculo, porém quem possui o joelho geno valgo (curvos para dentro) provavelmente tem esse músculo alongado, o que pode aumentar as chances de lesões durante exercícios físicos. Uma boa forma de evitá-las é procurando um especialista para fazer uma palmilha específica para o formato do seu pé.

Os tratamentos mais comuns são feitos por medicamentos receitados por um ortopedista, além de fisioterapia com alongamentos, eletroterapia e exercícios de fortalecimento. Em casos mais graves, é possível que seja necessária uma cirurgia.

2 – Cãibra

Essa dor é muito comum e ocorre tanto em atletas quanto em quem não pratica exercícios com regularidade. Até mesmo num momento de repouso é possível sentir uma dor paralisante que dura alguns segundos, especialmente nos membros inferiores como panturrilhas e coxas. As cãibras são como espasmos musculares, tremores intensos e rápidos nos músculos que causam dor.

Normalmente elas ocorrem quando o indivíduo não está se alimentando e se exercitando de maneira adequada. A cãibra pode ocorrer durante ou após o exercício, num momento de repouso. Outras causas são a desidratação, a perda de cálcio, de potássio, de magnésio ou de sódio, além de alterações neurológicas. A melhor forma de tratamento é a prevenção. Alongar antes dos exercícios, fazer refeições que contenham diversos grupos alimentares e manter a hidratação do corpo garante o fim das cãibras.

3 – Tendinite patelar

Dores nos joelhos são muito comuns em corredores. O impacto que a corrida causa às articulações gera grande desgaste muscular, ósseo e articular. A falta de alongamento e o excesso de microtraumas podem levar a uma tendinite patelar e fazer com que muitos atletas se afastem das pistas de corrida.

A tendinite patelar pode ser prevenida com alongamentos, com o uso de tênis que absorvem impactos, com a prática exercícios de coordenação motora e com treino de fortalecimento muscular. Para resolver o problema, é preciso ir a um médico especialista que através de exames poderá apresentar a melhor solução. Normalmente, medicamentos e fisioterapia são indicados no tratamento do problema.

Você já sofreu com algum desses problemas? Compartilhe com a gente nos comentários!

About the author

Felipe Salgado