8 Tipos de Treino de Corrida para Você Escolher o Melhor!

treino-de-corrida

Correr é uma atividade que requer preparação e treinamento. Iniciantes, atletas amadores e profissionais devem estar cientes que o treinamento é base no condicionamento físico e mental do corredor.

Há diversas formas de se treinar corrida, porém, algumas formas de treinamento permanecem atuais ao longo de décadas, e são praticadas por corredores iniciantes, amadores e profissionais.

1 – Corrida regenerativa ou de recuperação

É uma corrida em ritmo leve, moderado e confortável para o corredor. Geralmente feita após a disputa de uma competição ou de um treino intenso, a corrida regenerativa usualmente tem distâncias curtas. Também é bem usada por iniciantes na aclimatação com a atividade de corrida.

2 – Corrida básica

Na corrida básica se percorre uma distância curta ou média em um ritmo de passada natural. Essa forma de treino estimula a melhora da capacidade aeróbica e da resistência do corredor. A corrida básica está presente com freqüência no treinamento de iniciantes e experientes.

3 – Corrida longa

A corrida longa é feita em um ritmo suficientemente confortável para o corredor completar o treinamento longo previsto. Conhecida popularmente como longão, a prática pode se basear em distância ou tempo, mas é realizada de forma contínua, sem intervalos durante a corrida. O treino longo oportuniza ao corredor o aumento de resistência física e tolerância mental.

4 – Corrida de progressão

O ritmo de uma corrida de progressão se inicia com a passada natural e progressivamente se aumenta a velocidade. Uma das formas mais conhecidas de aumento da velocidade ocorre com o início em ritmo leve, seguido pelo ritmo moderado e a conclusão com a aceleração na parte final da corrida, o chamado sprint final, porém, a velocidade pode variar de outras maneiras de acordo com o treinamento escolhido pelo corredor. De forma geral, a corrida de progressão é menos difícil que a corrida intervalada, requer um esforço médio e possibilita um tempo menor de recuperação.

5 – Fartlek

O tom que rege o fartlek é a grande variedade empregada no treinamento. No fartlek a variação pode ocorrer no piso, no relevo, no tempo, na velocidade, nos intervalos de descanso, no ambiente e no clima, entre outros aspectos. As variações feitas na corrida fartlek seguem os objetivos da proposta de treino do atleta ou do treinador. O fartlek é interessante para evitar uma eventual monotonia no processo de treinamento do corredor. Muitos corredores praticam o fartlek para aprimorar a velocidade e resistência.

6 – Corrida em aclive

A corrida em subidas possibilita ao corredor o desenvolvimento da força muscular e a melhora da resistência, das capacidades aeróbicas e anaeróbias, além da tolerância física e metal ao esforço muscular. O treino em subidas deve ser feito criteriosamente e com sensatez no programa de treinamento, pois é preciso ter atenção quanto ao demasiado esforço de músculos e articulações.

7 – Corrida de tempo

O intuito da corrida de tempo é treinar a velocidade contínua. Geralmente se estipula um determinado tempo limite e o corredor procura percorrer a maior distância dentro do tempo previsto, ou o inverso, a determinação de uma distância para o corredor percorrê-la no menor tempo possível. A velocidade deve ser rápida, no entanto, o corredor deve saber avaliar a intensidade aplicada para que consiga finalizar o treino em boas condições. O método visa aumentar o limiar anaeróbio, ou seja, condicionar o corredor para sustentar um ritmo intenso de velocidade por períodos prolongados de tempo.

8 – Corrida intervalada

A corrida intervalada usualmente intercala corridas curtas intensamente velozes com intervalos de recuperação que podem ser preenchidos por caminhada, corrida leve ou uma pausa da atividade. É um treino que trabalha potência, força e limiar anaeróbio. Séries de corridas curtas, conhecidas como tiros de velocidade, podem ser inseridas no treinamento. A definição de velocidade e distância depende dos objetivos e características da preparação do corredor.

Praticados por corredores de diferentes níveis de preparo, todos esses treinamentos são importantes e usados para diversas distâncias. Especificações de cada treinamento devem ser aplicadas conforme o programa de treinamento personalizado para cada corredor e objetivo. E sempre é válido alertar: é essencial uma avaliação médica antes de começar a praticar a atividade de corrida. A avaliação médica também deve ser feita com certa regularidade por quem já pratica a corrida.

Gostou das nossas sugestões? Fique de olho no blog para saber mais sobre corridas!

About the author

Felipe Salgado